VOLTANDO PARA CASA

Por Menezes Neto      01/03/2019 12:53:40    
Buscamos sempre o melhor lugar para se estar. A inquietude do homem o leva a diversos lugares ao mesmo tempo. Com essa tecnologia avançada a qual está ao nosso alcance, podemos vivenciar lugares incríveis que passam como sonho em nossa mente de um dia poder desfrutar da beleza, do ambiente e de tudo que aquele lugar oferece.
Acompanhamos por diversas vezes na Bíblia Sagrada indagações e ordenanças sobre
mudanças de lugar. Alguns exemplos como, Abraão, o povo de Israel, Elias, até mesmo o
Próprio Jesus nos mostra que necessitamos seguir uma ordem superior quando diz respeito
a sair de onde estamos para um lugar que para nós pode ser desconhecido, mas é o lugar onde
Deus está.
Abraão por sua vez recebeu a ordem do Senhor de sair de sua Terra e do meio da sua
parentela para uma Terra onde Ele estaria mostrando. O povo de Israel cativo no Egito havia
mais de 400 anos foi liberto e guiado por Deus para a Terra prometida. O profeta Elias quando
pensou que estava sozinho em meio a uma matança de profetas na época do rei Acabe,
recebeu uma ordem do Senhor a voltar para o deserto. Saindo assim de uma caverna sombria
a qual desejava morrer, foi cuidado por Deus em um lugar improvável à vida do homem. Jesus,
mesmo sendo Deus, obedeceu ao Pai em tudo. Por fim foi a um lugar que não merecia, mas
sabia que precisava ir para se cumprir as escrituras sagradas.
Nomes e mais nomes poderíamos citar relatando a obediência em sair do seu conforto para um lugar que Deus havia preparado. Deus, criador dos céus e da terra e de tudo quanto neles há, criou o homem ao sexto dia e ocolocou no jardim para cuidar. Após a queda, foram expulsos daquele formoso lugar e começaram a peregrinar sobre a Terra. Fixando-se em um lugar, estabeleceram uma sociedade, onde varias famílias fazia parte de um só povo. Passando o tempo, na separação do povo na torre de babel, foram formadas nações em diferentes lugares do mundo.
Hoje contemplamos muitos povos, nações, raças, tribos, países, até chegar aos pequenos povoados e lugarejos existentes nesse extenso mundo. Sabemos que ao passar dos anos o homem procura o seu lugar para estabelecer uma família, um cultivo, um trabalho, algo que possa dizer que é seu canto, seu lar, seu aconchego.
A capacidade limitada do homem o leva a buscar as coisas que vivem aqui na Terra. A palavra já nos alerta para não ajuntarmos tesouros aqui, pois o ladrão pode roubar a traça e ferrugem consumir. Mas infelizmente a ganância, a soberba, o desejo desenfreado e ter as coisas terrenas têm soado mais alto nos corações, até mesmo daqueles que “servem” a Deus.
Acabamos no cansando muito em apenas focar nos estudos e trabalhos que nos esquecemos do que diz a palavra, “vocês não são deste mundo.” O nosso cotidiano nos faz esquecer a promessa que Jesus nos fez de que ia para o Pai, mas breve voltaria para buscar o Seu povo. A turbulência dos discípulos ao verem o que estava para acontecer com o Filho de Deus os fez esquecer que precisava tudo isso se concretizar para se cumprir as Escrituras.
O homem tem buscado satisfazer os seus próprios desejos. O pensamento é voltado apenas para o hoje, o agora. Não se fala mais em vida após a morte. Não se ouve falar em céu e inferno. Ate que do céu pode se falar, e é para onde todos querem ir. Mas vai falar do inferno. É até um xingamento. Os próprios crentes não aguentam ouvir falar que existe o inferno. Mas também não dão credito quando se fala do que é necessário fazer para chegar ao céu. O homem não está mais preocupado com a volta de Cristo. “Há muito tempo se ouve e não acontece. Desde que sou pequeno ouço e nada aconteceu ainda”. E por aí vai as conversas
sobre a volta de Jesus. Mas aí é que está o detalhe mais importante, ninguém sabe nem o dia
nem a hora que há de vir o Filho do Homem, se não o Pai. Jesus nos manda estar preparados.
A nossa pregação ainda tem que ser voltada para a volta de Cristo.
Com tudo isso que passamos, não lembramos o que o apóstolo Pedro nos falou. O alerta emnos abstermos desse mundo porque não somos daqui, somos peregrinos, passageiros nessa Terra. Por que estamos tão preocupados com a cidade dos outros? Devemos nos preocupar da nossa que está sendo preparada para nos receber. Se estamos aqui apenas de passagem é porque nosso lugar é outro. Se for outro lugar é porque estamos voltando. E se estamos voltando não é nada mais ou nada menos do que para nossa casa, nosso lar, nosso aconchego.
A nossa cabeça tem que está no céu. Se aceitamos o sacrifício do filho de Deus em nossas vidas, somos herdeiros de onde Ele mora, co-herdeiro com o próprio Cristo. Tanta violência, fome, peste, corrupção, maldade, desamor, etc. vamos parar para pensar, não
preciso me conformar com tudo isso. Vemos, sofremos nos entristecemos com tanta maldade.
Mas alegremo-nos, eu e você não somos daqui. Os céus nos aguardam.
Se o nosso desejo todos os dias fosse querer estar logo no céu. Não por medo do inferno, mas por querer estar logo com o Pai. Querer logo sair desse mundo tão cruel e estar em casa com nosso Pai. Muito se diz quando viajamos, melhor é na nossa casa. Nos sentimos mais a vontade, com mais liberdade. Acorde, a viagem está chegando ao fim. Logo estaremos em casa. Era assim que pai e mãe nos falavam quando estávamos voltando de viagem. Foi assim que Jesus disse: “Não se turbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Na casa do meu Pai, há muitas moradas; se não fosse assim, eu vos teria dito; pois vou prepararvos lugar. E, se eu for e preparar-vos lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais também.” Ele nos deixou a certeza de que voltaria, pois não nos deixou órfãos, mas enviou o Espírito Santo o Consolador para estar conosco até a consumação dos séculos.
Lembre todo dia que você, lavado e remido no sangue do Cordeiro está voltando pra casa. Nossa cidadania é celeste. Nosso Pai nos aguarda. Estaremos eternamente com Ele.
O melhor é voltar. Voltar para casa. Nosso lar. Nosso descanso. Nossa felicidade eterna ao lado
do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Deus abençoe a sua vida com essa palavra.
 
Salathiel Monteiro

_______________________________________
Salathiel Monteiro é cristão, casado, estudou Administração na instituição de ensino AESPI FAPI

Comente

2017 Copy - HolyBox - Todos os Direitos Reservados

Plataforma para clubes: Plataforma para Clube de Assinaturas