O QUE É ÉTICA CRISTÃ: CONCEITO, DEFINIÇÃO, FUNDAMENTOS E PRÁTICA

Por Menezes Neto      03/03/2019 11:17:00    
Valdemir Pires Moreira
 
INTRODUÇÃO
É nas Sagradas Escrituras que encontramos os fundamentos basilares da Ética Cristã. Enquanto a ética como ciência, considera o que é certo ou errado ao investigar os fundamentos morais adotados por uma cultura, a Ética Cristã, investiga o que é certo ou errado ao para os cristãos. Uma vez que os cristãos baseiam suas crenças na revelação de Deus dada nas Escrituras, é ela que usamos como fundamento para uma Cosmovisão Cristã do que é certo ou errado.
1 CONCEITO DE ÉTICA
De acordo com o filósofo e educador Mário Sérgio Cortella, citado pelo pastor Douglas Baptista em seu livro, Valores Cristãos, Ética é:
Ética é o conjunto de valores e princípios que usamos para responder a três grandes questões da vida: 1. quero? 2. devo? e 3. posso? Nem tudo que eu quero posso; nem tudo que eu posso eu devo; e nem tudo que eu devo eu quero. Você tem paz de espírito quando aquilo que você quer é ao mesmo tempo o que você e o que você deve (CORTELLA, 2014).
O apóstolo Paulo escrevendo aos irmãos da igreja de Corinto, declara, que tudo é licito, mas que nem tudo convêm e nem tudo edifica, o que aprendemos com a declaração de Paulo é que nós como cristãos, não podemos e nem devemos nos deixarmos dominar por aquilo que foge da Ética Cristã (BAPTISTA, 2018, p.5). 
 
 
2 DEFINIÇÃO DE ÉTICA CRISTÃ
O teólogo pentecostal Claudionor de Andrade em seu livro, As Novas Fronteiras da ética Cristã, define Ética Cristã da seguinte maneira:
“A Ética Cristã é a ciência que tem por objetivo orientar não apenas os cristãos, mas também o não cristão, quanto às reivindicações da Bíblia Sagrada acerca de sua conduta pessoal, familiar e pública. Ela é, portanto, normativa. É imprescindível, por isso mesmo, que as suas orientações estejam bem fundamentadas na doutrina dos profetas hebreus e dos santos apóstolos (ANDRADE, 2015, pp.15,16).
Sendo assim, a ética de um cristão deve repercutir em sua conduta pessoal (Ef 5.1); familiar (Ef 6.1-4) e publica (1 Co 15.33).
3 FUNDAMENTOS DA ÉTICA CRISTÃ
Cremos que a Bíblia é divinamente inspirada, sendo assim, ela é inerrante e infalível. Isso faz dela, a base para os fundamentos da Ética Cristã, encontramos esses princípios fundamentais no Decálogo, nos Profetas, nos Evangelhos, no Sermão do Monte e nas Epistolas Paulinas e Gerais.    
3.1 O Decálogo
No Decálogo (Êx 20.1-17), os quatro primeiros tratam da relação do homem para com o Criador (1-11), nos seis últimos mandamentos tratam da relação do homem com o próximo (12-17). Jesus resume o decálogo nas seguintes palavras: “Amarás ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento e ao teu próximo como a ti mesmo” (Lc 10.27). 
3.2 Nos Profetas
As mensagens dos profetas se constituem em mandamentos morais (Jr 17.1-11; Ml 1.6-14; 2.10-16), sociais (Is 58; Mq 2.1-5) e espirituais (Jr 31.31,32; Jl 2.28-32).
 
 
3.3 Nos Evangelhos
Os Evangelhos são as boas novas de Jesus Cristo, trata-se de uma mensagem carregado de convites ao arrependimento, de renúncia ao pecado, de oferta de perdão e esperança de salvação e um forte convite a santidade de vida (Mt 3.2; Lc 1.77, 9.62). Os seguidores de Jesus são convidados a viverem como “Sal da terra e luz do mundo” (Mt 5.13).
3.4 No Sermão do Monte
De acordo com o pastor Douglas Baptista: “o Sermão do Monte está para os cristãos como o Decálogo está para os judeus”[1]. Trata-se de princípios morais que envolvem o cristão como parte de um Reino de Deus, em outras palavras o Sermão do Monte, é um convite a um estilo de vida baseado na ética e na moral do Reino de Deus (Mc 10.42-45).  
3.5 Nas Epistolas Paulinas e Gerais
Nas Epistolas Paulinas e Gerais temos um apanhado de profundos ensinamentos que envolvem todo o viver cristão.
4 PRATICA DA ÉTICA CRISTÃ
4.1 O Cristão e a Sociedade
Um crente de mau testemunho é uma contradição perante o mundo, pelo fato de confessar que é de Cristo, mas é também uma pedra de tropeço para os domésticos da fé, principalmente os mais fracos. Quando o testemunho do crente chega ao ponto em que não há diferença de comportamento, de atitudes, ou procedimento a sós ou em grupo, entre ele e o mundo, tal crente desceu ao nível espiritual mais baixo, e seu retorno à vida cristã normal será muito difícil. Esse tipo de religião mista, abominável, em que a pessoa teima em pertencer a Deus e ao mundo, Israel chegou a adotar e os levou à destruição (2 Rs 17.33).[2]   
4.2 O Cristão e a Vida Conjugal
Diante de Deus, tanto o homem como a mulher possuem a mesma dignidade (Gl 3.28). No entanto, diante da família, no lar o marido é o cabeça (1 Co 11.3). O fato da esposa ser submissa ao marido como orienta a Bíblia, não se constitui de inferioridade. Trata-se de um mandamento bíblico, é o alicerce da família como instituição. O pastor e mestre Antonio Gilberto nos informa que:
Não há dificuldade em uma esposa obedecer ao marido, quando primeiramente ela obedece a Cristo como seu Salvador e Senhor. Igualmente não é difícil um marido exercer a liderança conjugal e doméstica, quando ele primeiramente serve a Cristo como Senhor e aos mesmo tempo ama sua esposa (1 Co 11.3; Ef 5.25). (GILBERTO, 1996, p.30).
4.3 O Cristão e a Igreja Local
É importante para o cristão receber através da igreja local o ensino da Palavra de Deus, é por meio dessa ministração que o mesmo terá a oportunidade de crescer espiritualmente (Hb 10.25). E na igreja local que o cristão tem a oportunidade de trabalhar para o bom andamento do trabalho do Senhor e para a expansão do Reino de Deus. Como informa-nos o pastor Antonio Gilberto:
O termo igreja transmite a ideia de conjunto, grupo, reunião. É quando reunida que a igreja tem plena expressão para suas deliberações e execução dos seus trabalhos. Um crente que (podendo) se omite de vir aos cultos, está contribuindo para a inoperância e redução da sua igreja (GILBERTO, 1996, p.36). 
 
 
5 CONCLUÇÃO
Sendo assim amados irmãos, é de suma importância que nossas vidas estejam direcionadas por meio da Palavra de Deus, a base de nossa Ética Cristã (2 Tm 3.16,17).    
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
ANDRADE, Claudionor de. As Fronteiras da ética. Rio de Janeiro: CPAD, 2015.
BAPTISTA, Douglas. Valores Cristãos: enfrentando as questões morais de nosso. Rio de Janeiro: CPAD, 2018.
GEISLER, Norman L. Ética Cristã: opções e questões contemporâneas. São Paulo: Vida Nova.
GILBERO, Antonio. Lições Bíblicas jovens e adultos, 4º trimestre de 1996. Sal e Luz: As Marcas do Cristão Atual. Rio de Janeiro: CPAD.
 
Valdemir Pires Moreira é diácono da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Caucaia-CE. Bacharel em Teologia pelo INTA - Instituto Superior de Teologia Aplicada, Bacharel Eclesiástico pelo ICI BRASIL - Instituto Cristão Internacional, professor de Escola Bíblica. Autor do livro, Teoria e Método Teológico no Pensamento de Jacó Armínio (Editora Reflexão), e Casado com Elizangela Pires.
 
[1] Lições Bíblicas jovens e adultos, 2º trimestre de 2018. Valores Cristãos: Enfrentando as questões morais de nosso tempo. Doulgas Baptista, p.7: CPAD.
 
[2] Lições Bíblicas jovens e adultos, 4º trimestre de 1996. Sal e Luz: As Marcas do Cristão Atual. Antonio Gilberto, p.14: CPAD.

Comente

2017 Copy - HolyBox - Todos os Direitos Reservados

Plataforma para clubes: Plataforma para Clube de Assinaturas